A comunidade decide

(como gastar 5 mil reais)

 

* Proposta selecionada para o Prêmio Goiás do Futuro, que integrou a

21ª edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica)

 

 

Ao entender as cidades como lugares de vivências heterogêneas, e que as decisões do poder público muitas das vezes explicitam os conflitos existentes e fomentam micro-resistências, negligenciando ou privilegiando parte da população, o projeto A comunidade decide vem questionar o uso do dinheiro público em ações governamentais, assim como a eficácia das formas de representação política dos cidadãos e cidadãs.

Dessa forma, como a população pode articular e tomar decisões coletivas em prol do desenvolvimento econômico, cultural e social do município? Ao abandonar os parâmetros colonizadores de implementação de políticas públicas nas cidades do interior, essa ação busca substituir uma solução pronta por uma questão a ser trabalhada junto à comunidade, resistindo à lógica exploratória e parasita presente nas instituições de poder brasileiras.

Dada a oportunidade do Prêmio Goiás do Futuro que oferece 5 mil reais a um projeto que “vise soluções sustentáveis para a Cidade de Goiás, refletindo sobre seus problemas e propondo soluções para uma melhor qualidade de vida da população local”[1], essa ação pretende questionar:

Como gastar 5 mil reais no intuito de beneficiar a população da cidade de Goiás?

A comunidade decide propõe a criação de um fórum democrático e comunitário on-line para deliberar os gastos com a premiação, através de convocação pública, com a participação de moradores da cidade de Goiás, a ser desenvolvido nas seguintes etapas:

  1. Chamada pública para propostas no intuito de gastar 5 mil reais para beneficiar a população da cidade de Goiás, devendo essa quantia ser utilizada para fins comunitários que busquem contribuir com espaço urbano, meio ambiente, agroecologia, cultura, turismo, desenvolvimento social e afetivo.

  2. Criação de página virtual apresentando as propostas.

  3. Fórum virtual de apresentação de propostas e defesa das mesmas pelos proponentes através de plataforma interativa (zoom ou google meet).

  4. Votação virtual das propostas.

  5. Divulgação do resultado da proposta.

  6. Execução da proposta aprovada.

  7. Prestação de contas à comunidade.

Todas as propostas deverão ter um representante legal (pessoa física ou jurídica). Não serão permitidas propostas com caráter intolerante, como homofobia, xenofobia, racismo, machismo e misoginia. Poderá ser aprovada mais de uma proposta, desde que o valor a ser gasto não ultrapasse a quantia recebida no Prêmio Goiás do Futuro.

A comunidade decide será tratada como uma ação artística, compreendendo que essa posição afirmativa de inscrevê-la no universo múltiplo da arte contemporânea é uma maneira de descolonizar os processos artísticos que tem como objetivo a produção de artefatos, e assim, privilegiar o acontecimento ao consumo, e através da produção comunitária, a ação busca desestabilizar a tríade artista, obra e público.

Essa ação procura reconhecer a comunidade não a partir de pontos em comum e suas semelhanças, visto que esse é um ato excludente das individualidades diversas tentando encaixar as pessoas em categorias universais, aproximando-se a uma abordagem fundamentalista intolerante, não valorizando as especificidades. Assim, a decisão de como gastar a premiação do Prêmio Goiás do Futuro busca entender a comunidade a partir das diferenças, que por conta de instabilidades garante conquistas através de estratégias localizadas de identidade, valorizando a diversidade.

Entender as decisões coletivas em uma comunidade enquanto um gesto político é uma forma de fazer com que os indivíduos percebam e reflitam sobre o contexto onde estão inseridos, combatendo o universalismo e apresentando as realidades de onde elas são geradas.

Caso essa prática seja contemplado em segundo lugar, serão utilizados para a realização do mesmo o valor de 3 mil reais.  Caso esse projeto seja contemplado em terceiro lugar, serão utilizados para a realização do mesmo o valor de 2 mil reais.

 

Goiás, outubro de 2020.

 

Emilliano Freitas

Artista visual e professor.

 

 

[1] Trecho extraído do artigo 4º do Regulamento Geral do Prêmio Goiás do Futuro.