Feliz_dia_das_maes.jpg

Feliz dia das mães

Fotoperformance com roupas da mãe do artista / 28 imagens/ Jato de tinta sobre papel algodão / 20x30 cm cada/ 2021

Em 1992, durante as comemorações escolares do dia das mães, minha turma iria apresentar um teatro onde algumas crianças representariam suas mães. Apesar de ter ensaiado algumas vezes interpretando minha mãe, dias antes da apresentação, as professoras chamaram meus pais na escola e disseram que seria melhor apenas as garotas atuarem como mães. Anos mais tarde entendi que esse fato foi um silenciamento de uma criança ao querer homenagear sua mãe.


Evitar a ocorrência dessa situação era uma forma de domesticar os corpos infantis para que esses entendessem e assimilassem as normatividades impostas por uma sociedade binária, onde isso é coisa de menino e aquilo é coisa de menina. As atitudes das crianças muitas vezes são podadas antes que se tornem consciência de gênero e as imposições heteronortimavas não permitem a experiência dos seus sentimentos e desejos.

“Feliz dia das mães” é uma fotoperformance, onde retomo esse acontecimento dos meus 8 anos como questão central da obra, me apresentando em imagens com roupas escolhidas por minha mãe, retiradas de seu guarda-roupa, indo contra a lógica da imposição de processos de subjetividade que se dão de maneira determinada e linear. Essa pratica é uma tentativa de transformar o silenciamento em ação, tensionando as questões de memória, dissidências, autobiografia e contranarrativas.

2021. Salão de Artes de Vinhedo. Vinhedo/ SP. Obra premiada honorificamente.